quinta-feira, janeiro 19, 2006

Porque o tempo voa e morde...


A minha filha Joana...











Porque o tempo voa
e desfaz
os rápidos momentos de ternura
dos meus sonhos de rapaz...

Porque o tempo morde
e segura
as loucuras breves dos teus dedos
nos meus gritos de loucura...

E o tempo...
esse bicho ágil e febril
produz de quando em quando no teu seio
rios longos... águas mil...

e as águas... oceanos de aventuras
são a filha que geramos,
a semente que germina
as verdades e os enganos...

Porque o fim é afinal
a corda eterna do brinquedo...
o círculo mágico da vida,
esta trama e este enredo...

Sobre a Carmen... à minha filha Joana
Porto, 19 de Janeiro de 2006

14 comentários:

Carmen disse...

este era impossível não comentar...
Adoro a tua poesia! Mas esta é a tua melhor obra -a filha-claro!!!

Eduardo Leal disse...

É a vantagem do tabalho em equipa...

blogoexisto disse...

Bem, eu nem sei se me devo meter... em todo caso é rapidinho... ai, quero dizer, não demoro...
É mesmo só para dar os parabéns à Joana , parabéns que são extensivos aos pais, evidentemente.

Manefta disse...

Os filhos são o máximo não são ? Inspiradores todos os dias...eu não me canso :) beijos

Eduardo Leal disse...

Vejam lá!
A Carmen dignou-se fazer um comentário!

É o apelo da maternidade!

JL disse...

Um poema bonito inspirado em duas lindas mulheres.

Sulista disse...

eh lá! doze anos??

Os meus parabêns, a todos Vós :-) a Joana é linda!

Obrigada lá pelo coemntário
e desculpa a minha demora em passar por aqui. Na tem nada a ver contigo :-(


...amanhã, há mais...para o país todo...

lobices disse...

...desculpa referir "a" Carmen
...apenas porque é o nome de minha Mãe ainda viva com 90 anos
...tb tenho filhos e netos (e como não podia deixar de ser, eles são sempre o nosso enlevo)
abraço

Alex disse...

Já aqui vim várias vezes, mas sem deixar comentários. Desta vez tinha que teclar qualquer coisa. Afinal o artigo fala do que mais gosta no mundo - a sua filha.
E é muito lindo... pai babado...
Parabéns! Tem uma filha muito bonita.
Os nossos filhos crescem e nós vamo-nos dando conta de que o tempo voa e não para.
Eu nem quero pensar que a minha já vai fazer oito anos.
Felicidades

blue note disse...

É maravilhoso ver o amor de um pai pela sua filha. Seria tão bom que todos os pais soubessem ser pais assim também.
Um grande abraço e o melhor do universo para a Joana

jAnItAhHhH disse...

pappy amoree**

sou mtoo feia n podes pro istu aqi assustas o pessoalleee**
opaah vê se te comportas tahh?**bjooh

JL disse...

Eu bem te avisei que era melhor não dares o endereço do blog à miúda, pá. :-)
Bem, e ela que não veja que eu a chamei miúda...

segurademim disse...

Tudo muito bonito - o poema, a emoção, a miúda ...

o círculo mágico da vida, os filhos são o melhor de nós!

:)

Eduardo Leal disse...

Como podem ver... é por estas razões que às vezes não se compreendem os filhooohs.