sexta-feira, fevereiro 10, 2006

Os meus 5 sentidos

Este poema é um hino à vida...
Canção breve à cor das coisas.

Que nos olhos ficam, assim gravadas,
as imagens todas das manhãs.

E enquanto inspiro o ar do dia
e me invade o cheiro das maçãs...
sinto na ponta dos meus dedos
a tremura doce e quente
da tua pele macia...

E enquanto bebes o sumo das laranjas
e mordiscas um pouco do meu pão
os pássaros inventam melodias
e sonham com migalhas pelo chão...

Embriaguez subtil dos meus sentidos
nos sentidos todos do acordar...
assim dormente no teu colo
entre o sono e o despertar...

Porto, 9 de Fevereiro de 2006

5 comentários:

nascitura disse...

:)

Bitta disse...

Sublime... para quem tem o privilégio de ter os cinco sentidos!!!

blue note disse...

Lindo
Lindo
Lindo

e cheio deste odor de maçãs colhidas no jardim.

Beijo Eduardo

Margarida Messias disse...

Desculpem o abuso. Não vou fazer qualquer comentário aos posts, embora seja visitante assídua da “blogoesfera”, venho fazer a divulgação de um Espectáculo de SOLIDARIEDADE (Encontro de Tunas) sob o lema “Para um futuro com igualdade” que se realizará no próximo dia 17, às 21 horas, no Auditório do Complexo Paroquial. O principal objectivo é apoiar uma jovem de Vila Mendo de Tavares, portadora de deficiência motora que entrou este ano num Estabelecimento do Ensino Superior, em Viseu e necessita de ser transportada todos os dias, em táxi. Como este agregado familiar vive com parcos recursos financeiros, não conseguindo suportar todas as despesas, solicitamos a colaboração de todos os que possam estar presentes nesse dia, ajudando-nos a apoiar a situação desta jovem.
A organização deste encontro é de um grupo de profissionais do Centro de Saúde de Mangualde, pelo que para mais informações poderão contactar para o telefone 232619480.

Anónimo disse...

que merda