quinta-feira, junho 29, 2006

Os sonhos

Os sonhos...
são pequenas aves,
pássaros sem casa...
são mistérios próprios de quem espera
e inventa os mundos, outros,
que hão-de ser...

em dias de passagem
de esperança
ou desespero.

Os sonhos,
abominam as gaiolas
e perdem-se no mundo...
soltos,
desdenhando dos seus donos.

São aves famintas,
pequenos pardais perdidos
na loucura dos céus sem fim.

E nós somos como eles...
à procura de quem sonhe...

Lisboa, 29-06-2006

3 comentários:

RPM disse...

olá...entrei neste blogue através da Cleoptramoon e do O-Observatório...

gosto de poesia e aterrei...e por cá voltarei

abraço e viva Portugal

RPM

Silêncios disse...

Sim, concordo...somos nós como eles...

Anónimo disse...

best regards, nice info video editing programs