terça-feira, março 11, 2008

Sei que bem dentro de ti
No teu coração, bem no fundo
Tenho um espaço só pra mim
Ainda que longe, no mundo.

Não estou contigo... mas sabe
Quero que tenhas presente
Não há escuro que apague
Nosso fogo, mesmo ausente.


À minha filha Joana, no dia dos seus 15 anos, desde lugar distante.
Paris, 11 de março de 2008

3 comentários:

um Ar de disse...

Parabéns!
Ao pai.
Pelo poema...
... e pela filha:
a minha única
sobrinha.

JL disse...

Parabéns à Joana... E o meu amigo em Paris de França? Bah, dit donc!

mariadosol disse...

já agora...
parabéns ao pai
e, naturalmente,
parabéns à Joana
que tem
um ar de
sobrinha muito querida